quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Velvet Buzzsaw - Um filme longe da sétima arte

Assistir ou não assistir? Eis a questão 


Hello!

Hoje vamos falar sobre um filme que realmente merece minha análise crítica, chama-se Velvet Buzzsaw.


Veludo Buzzsaw (2019 poster) .png 

Título: Valvet Buzzsaw
Formato: Filme
Ano produção: 2019
Duração: 1 h 53 m
Dirigido por: Dan Gilroy
Países de Origem: EUA
Gênero: terror sobrenatural satírico
Sinopse: Um temido crítico, uma fria galerista e uma ambiciosa assistente roubam as pinturas de um artista recém- falecido e sofrem graves consequências.


Falando sobre

Alerta para Spoiler




Se a intenção dos produtores era tornar o filme uma sátira eles foram muito felizes nessa empreitada, afinal o filme todo virou uma piada só e de mau gosto.
Com um elenco bem familiar ao público e muito bom por sinal Velvet Buzzsaw se perde por um roteiro raso e sem muito significado, visto que o filme tem a duração de quase 2 horas eu esperava me surpreender com o tema.
O filme conta a história de um crítico de arte que embora tenha muita convicção sobre aquilo que escreve tem problemas em sua vida pessoal e dificuldade em definir sua sexualidade, em meio a essa crise ele se envolve com Josephina que inicialmente parece uma pessoa "normal", apenas ferida por uma traição, mas no decorrer da história fica claro que ela tem tão pouco caráter quanto o restante dos personagens que vão surgindo durante a trama.
Um belo dia Josephina se depara com um corpo caído próximo as escadas, este era Vetril Dease um homem com um passado obscuro mas com um dom estarrecedor, Josephina resolve roubar as obras de arte que ele mantinha espalhadas pelo apartamento, mas como bem sabemos ladrão que rouba ladrão... Rhodora acaba tomando parte deste roubo a fim de lucrar também.
A questão é que Vetril Dease não era flor que se cheire, e tinha um histórico bem sinistro, o que refletia nas suas pinturas, o cara misturava seu sangue nas tintas usadas em suas obras, e grande parte delas  retratavam cenas de abuso, por conta disso todos que se envolveram com seu legado acabaram mortos.
Toda arte é perigosa!


Resultado de imagem para velvet buzzsaw


Aconteceu e eu nem vi
 
Durante o filme acontecem pequenas cenas que fazem juz ao gênero do filme que parece encarar toda arte como uma piada, alias eles capricharam nesta questão:
- um dono de galeria aponta para sacos de lixo imaginando ser uma obra de arte contemporânea, até ser corrigido pelo dono do estúdio que declara ser um monte de lixo mesmo. 
- um corpo ensanguentado é confundido com uma obra de arte
- um robô mata uma pessoa, mas não é o único caso, as pinturas parecem ter o mesmo poder 
- Rhodora tem o nome do filme tatuado em sua nuca, aparentemente refere-se ao nome de uma banda de rock a qual ela fazia parte, o grande detalhe é que as tatuagens da senhorita não podiam ser piores.


Resultado de imagem para velvet buzzsaw


Crítica 

Apesar de existir uma mensagem subliminar por trás deste péssimo roteiro achei o filme bem ruim. Nada parecia fazer muito sentido, as pessoas no geral tinham um desvio de caráter absurdo, as mortes foram toscas, o filme foi longo e tudo terminou da mesma forma que começou, esquisito.
Foram quase duas horas para mostrar a disputa entre o mercado podre que existe não apenas neste segmento, pessoas perdidas e sem identidade, e mesmo com a questão reflexiva não dá pra perdoar nem produção e nem roteiro, foi um banho de mau gosto.

E você o que achou? 

2 comentários:

  1. Eu não gostei muito principalmente pelo roteiro, mas tentei ver justamente pelo elenco e pela René Russo. É de admirar o profissionalismo desta atriz, trabalha muito para se entregar em cada atuação o melhor, sempre supera seus papeis anteriores. Um de seus últimos trabalhos que me surpreendeu muito foi Apenas o Começo mais um de seus filmes com tommy lee jones que é uma parceria maravilhosa e muito bem trabalhada numa comédia que garante boas risadas.É uma boa opção para uma tarde de filmes. Recomendo

    ResponderExcluir