Tudo bem não ser normal | Um presente aos fãs de literatura - De olho no assunto

De Olho

  • nos Filmes
  • Séries
  • Doramas
  • no Assunto!

Destaques

Post Top Ad

quinta-feira, 8 de abril de 2021

Tudo bem não ser normal | Um presente aos fãs de literatura

Olá, olá meus queridos amigos como  vocês estão hein!?

Eu fiquei alguns dias de molho descansando e aproveitei para finalmente assistir o dorama do qual vamos falar hoje, afinal definitivamente este não é o tipo de drama que eu costumo maratonar na madrugada, seus episódios são longos e seu enredo merecia muita atenção, então sem mais delongas vamos falar sobre It's Okay to Not Be Okay. 




Titulo original: It's Okay to Not Be Okay
Ano de lançamento: 2020
Episódios:16
Duração: 70 a 110 minutos
Diretor: Park Shin-woo
Elenco: Kim Soo-hyun, Seo Ye-ji, Oh Jung-se, Park Kyu-young
Gênero: Romance, Drama 

Sinopse 
O encontro entre uma escritora de livros infantis e um cuidador da ala psiquiátrica  dá início a uma jornada de superação dos problemas emocionais que ambos enfrentam.





Falando sobre 

Primeiro preciso dizer que este drama não é um simples drama é uma obra de arte.
Tudo bem não ser normal é apresentado como um conto sombrio, mas isso não foi explorado através do terror e sim dos livros, um ponto fortíssimo na minha opinião pois a cada episódio me senti realmente desvendando mistérios com gostinho de histórias infantis.


Esse universo literário possibilita uma correlação entre fantasia e realidade que nos aproxima ainda mais do enredo enxergando em nós mesmo personagens como a criança zumbi, o cão alegre ou até mesmo a própria Ko Moon-young.
Para tornar ainda mais intenso vemos a preocupação dos produtores em demonstrar nos ambientes exatamente as emoções de cada personagem, o castelo onde Ko Moon-young mora era enorme mas vazio, o que ampara muito bem a solidão que ela sentia, assim como as belas imagens litorâneas trazendo no mar todas as emoções que cercavam cada personagem.



Outra observação que eu preciso fazer é sobre a beleza dos figurinos GENTE QUE COISA MAIS LINDA.
Vocês conseguem perceber como as roupas da Moon-young demonstravam suas emoções?
No começo do drama ela aparece sempre usando tons escuros, com um aspecto mais sombrio e solitário, mas a medida em que ela vai se relacionando com Gang-tae suas roupas vão se tornando cada vez mais claras, como se aos poucos ela fosse curando sua própria alma.
As atuações foram impecáveis mas destaco Oh Jung-se (Moon Sang-tae) o irmão mais velho do Gang-tae, meu foi emocionante ver a atuação desse homem, trazendo com muito respeito e sensibilidade o espectro autista e ainda valorizando as habilidades que muitos deles possuem, chego a arrepiar só de lembrar como essa interpretação aconteceu de maneira lindamente humana.





Olhando pelo contexto emocional eu adorei a abordagem usada para demonstrar as sombras de cada personagem, foi algo muito sensível e reflexivo, quantos de nós não conseguimos ver nossas histórias de vida refletidas nesse dorama, talvez não no sentido literal, mas de certa forma muito comum a nós.


Teve a parte cômica? Claro que teve, assim como também houveram momentos onde o clima esquentou e esfriou com a mesma rapidez rsrs. 
Essa é a magia dos dramas coreanos, ser perfeito em tudo que a gente tem como expectativa.




Em resumo este drama na minha opinião beira a perfeição, me fez sentir dentro de um livro vivenciando cada capitulo intensamente  e claro me deixou muito curiosa em ler os livros da Moon-young  assim como o sombrio livro de sua mãe.
Super recomendo.

PS: Assista prestando atenção a cada mínimo detalhe, neste dorama tudo fala, as cores, os ambientes os figurinos absolutamente tudo e isso faz dele um dorama perfeito.














Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad