Agosto 2019 - De olho no assunto

De Olho

  • nos Filmes
  • Séries
  • Doramas
  • no Assunto!

Destaques

Post Top Ad

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

O que esperar de Kingdom ?

agosto 16, 2019 2

Netflix vem apostando na comunidade dorameira e parecem estar em um bom caminho 


Oi gente tudo belezinha com vocês?
Imaginem uma pessoa cheia de relatórios e conteúdos pra estudar, sim essa é a situação desta pessoa que vos fala, ou melhor que vos escreve, mas é impossível dar conta de tudo isso sem uma pausa para fazermos aquilo que amamos não é mesmo, e existem duas coisas que amo muito, primeira postar aqui no blog e segunda assistir doramas, então é claro que para ser fiel aos meus sentimentos preciso falar sobre doramas, e a bola da vez fica com Kingdom um dorama original Netflix.

Vamos lá 





Título: Kingdom
Formato: Série/ Dorama
Ano de estréia: 2019
Temporadas: 1
Duração: 45 minutos
Dirigido por: Kim Seong-hun
Gênero: Período histórico, Fantasia, Terror, thriller
Sinopse: Estranhos rumores sobre a doença do rei deixam todos aterrorizados. Agora, o príncipe herdeiro é a única esperança contra a misteriosa epidemia.


Falando sobre 


Antes de falar com vocês sobre minhas percepções a respeito da série, vamos fazer um breve resumo sobre sua história.
O cenário é Dinastia Joseon (1392-1897), em um tempo de reis vemos o princípe Lee Chang em busca de respostas sobre a saúde de seu pai, isto porque foram espalhados cartazes por Hanyang afirmando que o Rei havia falecido, sua Rainha não está disposta a lhe oferecer estas respostas então o príncipe herdeiro sai do reino em busca delas.
Em sua jornada o príncipe herdeiro percebe que o problema pode ser ainda maior do que imaginava quando se vê em meio a um ataque de zumbis com potencial para destruir uma cidade.
  


Não quero dar spoilers e tudo que eu fale a respeito da série além disso pode contar detalhes importantes da história, então recomendo que você assista 😉.

Depois de um pequeno resumo vamos as minhas considerações.
A Netflix de uns tempos para cá tem se voltado para o público dorameiro, isso é bem bacana embora ainda exista muitos pontos a considerar, como na minha opinião sua principal habilidade está relacionada a produção de séries acredito que talvez seja esse o problema que poderemos enfrentar.
Doramas em sua maioria não tem mais que uma temporada, e nos deparamos com um serviço de streaming que adora criar temporadas mesmo quando não existe mais essa necessidade.
Por outro lado além de amar doramas a cada dia me encanto mais com as produções sul coreanas, os caras são capazes de inovar mesmo temas que já viraram cliche como zumbis em filmes de terror.
Com Kingdom não foi diferente, vemos  excelência na produção, no roteiro o que faz com que desejemos que algo tão bom ganhe sim mais algumas temporadas.
O que mais encanta é que doramas na minha opinião sempre giravam em torno de romance e drama, e de repente me deparo com Kingdom um dorama   thriller, ou seja é a mistura de dois temas que gosto muito em um único lugar (Netflix).
Acredito que vale muito a pena conhecer mais sobre Kingdom, assistir a seus primeiros episódios e criar expectativa por uma nova temporada afinal se é qualidade que você procura é isso que você vai encontrar.

Então é isso meus queridos, se você já assistiu a Kingdom deixe a sua impressão aqui nos comentários, me siga aqui no blog e nas outras redes sociais.

Antes que eu me esqueça o dorama Goblin  está disponível no Viki, vale a pena assistir.

Beijo e continue de olho no assunto.
Read More

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Flu - Filme disponível na Netflix

agosto 08, 2019 0

Quanto mais assisto aos filmes sul coreanos mais me encanto com suas obras incríveis 


Olá tchurminha, tudo beleza?

Quanto mais assisto a filmes coreanos mais me encanto e hoje eu trago uma dica maravilhosa de filme coreano claro, isso porque eles tem feito um excelente trabalho que sem sombra de dúvida precisa muito ser valorizado. 

Flu | Filme sul-coreano sobre epidemia está entre os destaques da ...


Título: Flu (Gripe)
Formato: Filme
Ano produção: 2013
Duração: 2h 1m
Dirigido por: Kim Sung-su
Países de Origem: Coreia do Sul
Gênero: Filme catástrofe
Sinopse: Quando moradores de um subúrbio sul-coreano começam a morrer de uma doença respiratória, a área é posta em quarentena e o caos toma conta do local.




Falando Sobre


O filme fala sobre um surto do H5N1, também conhecida como gripe aviária, que mata suas vitimas no período de 36 horas, este vírus chega a Bundang colocando quase meio milhão de pessoas em meio ao caos.
Vamos ao resumo: Tudo começa com um contêiner cheio de imigrantes sendo transportados ilegalmente, era ali que morava o perigo pois trouxeram consigo o vírus mortal, na sequência vemos Kim In-hae e Kang Ji-goo envolvidos em um acidente onde nosso herói busca salva-la, fatos vão acontecendo e o caminho deste casal acaba se cruzando várias vezes durante a trama.


Ele uma espécie de socorrista ou bombeiro, Ela uma infectologista, mãe solteira que aparentemente não dispõem de muito tempo para cuidar de sua pequena filha Kim Mi-reu (parafraseando para melhor compreensão), Ele apaixonado, já  Ela não consegue pensar em nada depois de perceber o caos que se formava, tudo o que ambos teriam como objetivo era permanecerem vivos e proteger Kim Mi-reu.

Spoiler

Que filme foi esse!
Com excelente roteiro e  produção, como não se encantar com essa história, é claro que não é um tipico romance de inverno mas o caos é tão real que em muitos momentos eu me senti fazendo parte daquilo, mesmo porque epidemias não são um assunto muito distante de nossa realidade.
A principio parece clichê eu sei mas o contexto que cerca a vida dos protagonistas faz o romance passar despercebido.
Parece exagerado as vezes, mas será mesmo ?
Uma das cenas que mais me impactaram está no finzinho do filme onde o governo encontra um método para conter a epidemia visto que não havia cura ou possibilidades para criação de uma vacina, um guindaste imenso erguia pessoas já quase mortas e jogava em um campo aberto para que fossem queimadas, ao ver aquela cena foi inevitável criar uma ponte com o momento atual.

Fim do Spoiler 

O Filme FLU é muito mais que um filme, traz reflexão dentro de uma proposta inovadora e real, promove o nome Sul-coreano e faz juz ao seu trabalho incrível, e antes que eu me esqueça um dos motivos pelos quais amo os filmes coreanos é justamente por não terem necessidade de utilizar apelo sexual em suas obras para que sejam boas, poucos notaram mas eles arrasam. 

Me siga no blog e nas outras redes sociais, um beijo.
Read More

Quem é mesmo o Irmão do Jorel?

agosto 08, 2019 0

Nesta série você vai descobrir com quantos abacates se faz uma vitamina de abacate


Olá pessoas lindas, tudo baum?
Sabe o que mais me encanta no mundo do cinema e da literatura? Nunca falta inspiração para se escrever um bom post, e hoje vamos falar sobre uma animação brasileira que me cativou, não apenas pelo roteiro interessante mas pela peculiaridade dos personagens que por sinal são muito bons, PARABÉNS JULIANO ENRICO, estamos falando de Irmão do Jorel.






Título: Irmão do Jorel
Formato: Série de desenho animado
Ano de estréia: 2014
Duração: 11 minutos
Temporadas: 3
Dirigido por: Juliano Enrico e Rodrigo Soldado
Gênero: Comédia
Sinopse: Jorel é um garoto bonito, com cabelos longos, muito popular na escola e também no bairro. Mas esta história não é sobre ele; é sobre seu irmão sem nome conhecido apenas como o Irmão do Jorel, filho de uma excêntrica família de acumuladores, que acaba descobrindo uma maneira fantasiosa de sair das sombras de seu irmão o Jorel.

Falando sobre

Se você por algum motivo ainda não conhece Irmão do Jorel, segura ai que vou fazer um resumão.
Irmão do Jorel é irmão do Jorel, que é irmão do Nico também e Jorel é irmão do irmão do Jorel, isso explica absolutamente tudo, brincadeira.

                                                                    Fonte: Cartoonnetwork


Irmão do Jorel é o filho caçula de Sr. Edson e Dona Danuza, Jorel é o irmão do meio sendo o mais popular entre eles, Nico é o irmão mais velho, vovó Juju é avó paterna e vovó Gigi é avó materna, na imagem acima vemos também a pequena Lara amiga bem próxima do Irmão do Jorel.
Como você já deve ter lido na sinopse o Irmão do Jorel não tem nome, por isso é chamado durante toda a série dessa forma.
A história se baseia em fatos do dia a dia, primeiro amor, primeiro dia na escola, desafios dessa fase tão complexa que é a infância, além de ter um irmão mais velho que ofusca até seu próprio nome.
Você pode estar me perguntando o que tem de interessante nisso? Perai que eu te conto.
O Irmão do Jorel traz um pouco de cada fã dentro de si, sem dúvida você já viveu alguma das situações descritas na animação, quem não tem aquela vó rabugenta, ou aquela vó docinha que quer te entupir de comida o tempo todo, quem nunca teve um ídolo tão surpreendente com o Steve Magal?


                                                                      Fonte: diversãoR7

Além de várias histórias hilárias, preciso falar sobre os personagens:
Jorel: Não fala uma palavra rsrs, e sua risada é o ponto forte, muito esquisita por sinal.
Nico: Totalmente desligado, com um franjão enorme que cobre seus olhos o tempo inteiro.
Dona Danuza: Uma tipica mãe preocupada com o bem estar da família, meio acelerada as vezes é verdade mas confesso que me lembra alguém.
Sr. Edson: Este homem é culto, tem ideais, diria que ele é um tanto visionário.
Vovó Juju: Ela sem dúvida é meu personagem preferido,  uma vozinha fofa, sempre preocupada com o bem estar dos netos, apaixonada por abacate e por seus patos Danúbio, Fabrício e Gesonel.
Vovó Gigi: Uma senhora rabugenta que adora assistir tv e os seriados do Steve Magal.
Irmão do Jorel: Dispensa comentários ele é um fofo, e vivi suspirando pela Ana Catarina.




Qualquer descrição a mais que eu venha fazer aqui não pode superar a sensação de assistir a cada episódio, isso porque tem muitos detalhes importantíssimos que posso esquecer de comentar.
Mas sem dúvida não poderia deixar de falar sobre as frases de efeito dos principais personagens e claro das músicas de Carlos Felino, impossível não se apaixonar. 
Recomendo que assista com carinho, Irmão do Jorel é a primeira animação original do Cartoon Network feita no Brasil e na América Latina, e está disponível também na Netflix.
Valorize o conteúdo nacional.

Então é isso meus queridos espero que tenham gostado deste post, se curte meu trabalho me siga aqui no blog e nas redes sociais.

Um beijo e continue De olho no assunto.
Read More

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Vale a pena assistir o filme O Rei Leão ?

agosto 07, 2019 0

Ainda em cartaz no cinema o filme  promete emocionar você


Olá meus queridos, tudo belezinha?

Depois de um tempo longe da blogosfera estou de volta firme e forte trazendo conteúdo novo aqui para o De olho no assunto, lembrando que é sempre uma honra escrever para vocês.
Quem nunca sonhou com o momento mágico em que histórias que marcaram nossa infância voltassem a nos surpreender? E não é que esse sonho tornou-se realidade.
Assim que o anúncio de um Live Action do Rei Leão veio a tona foi possível ver uma imensa comoção na internet, a galerinha da década de 90 a qual eu me incluo ficou desesperada pela divulgação da data de estréia, e esse dia chegou.
Era claro que eu não poderia deixar de assistir, mas será que a história foi tão emocionante como a que já conhecemos desde 1994? Vou contar tudinho pra vocês.




Título: O Rei Leão
Formato: Filme
Ano de estréia: 2019
Duração: 118 minutos
Dirigido por: Jon Favreau
Gênero: Drama/ Live action musical
Sinopse: Traído e exilado de seu reino, o leãozinho Simba precisa descobrir como crescer e retomar seu destino como herdeiro real nas planícies da savana africana.


Vamos ao que interessa 


Para quem ainda não conhece a história de Simba (acho muito difícil), vamos a um breve resumo: Simba é o novo príncipe da savana, filho de Mufasa e Sarabi ele é o sucessor de seu pai no reinado, o que deixou seu tio Scar (irmão de Mufasa) um tanto insatisfeito, pois desejava ocupar o trono. O tempo passou e Scar não poupou esforços para acabar com a vida de seu irmão e sobrinho, até que depois de uma tentativa frustrada ele consegue por em prática seu plano perverso que termina com a morte de Mufasa, o pobre Simba assustado acaba fugindo e quase a beira da morte encontra dois amigos, Timão e Pumba, a partir dali sua vida toma um rumo inesperado e o jovem príncipe que agora é todo good vibes parece esquecer de seu passado. Um belo dia Simba encontra Nala sua "amiga de infância" que tenta convence-lo a voltar, com isso a história muda de rumo novamente e vemos Simba assumir o trono. Ufa.


Resumo feito, então agora podemos falar sobre o Live Action.

Alerta de Spoiler  

Confesso que não sabia o que esperar do filme, era obvio que muita coisa não estaria lá como eu já conhecia, me recordo de ouvir até boatos de que personagens de fanfics seriam acrescentados a história e realmente estava preocupada.
Primeiro ponto que gostaria de tratar aqui, ouvi muitas pessoas reclamando da falta de expressão dos bichos e SIM isso é uma dura verdade, mas se a proposta do Live Action é o realismo não entendo como poderiam fazer um leão sorrir, eu pelo menos nunca tentei e nunca soube de algum que sorrisse.
Alguns pontos pouco explorados na animação ganham tempo no filme, por exemplo aquele ratinho que Scar pretende comer, no Live Action ganhou um baita de um espaço, por um momento pensei que Simba dividiria o protagonismo com ele, mas não estou reclamando de verdade, apenas achei um pouco de mais.
Outra cena que ganhou outro espaço gigante é o momento em que o punhado de pelo da juba do Simba voa, rapaz foi um longuíssimo percurso até chegar no Rafiki.
Eu sabia todas as falas de cor, inclusive as letras das músicas e de repente me vi engasgando em erros pois houveram algumas modificações, o que era de se esperar.


Este leão magro e acabado da imagem acima é Scar o irmão de Mufasa, como podemos ver ele não tem a juba preta e isso rendeu muitas explicações, a verdade é que o aspecto dele já fora melhor em meados de 1994. 

Fim dos spoilers

Ouvi muitas pessoas reclamando e criticando alguns detalhes presentes no Live Action que não foram fiéis à animação de 1994, mas penso que se passaram 25 anos, a linguagem é outra, os costumes são outros e nada mais obvio que adaptações fossem feitas para que não somente os mais velhos fossem alcançados mas também o público atual. 
Achei o roteiro bem bacana mesmo com as modificações, a produção cumpriu seu papel e a história continuou emocionante, claro com algumas pitadas de humor a mais que realmente fizeram toda diferença.
Gente é O REI LEÃO né a menos que eles tivessem virado a história do avesso seria muito difícil fazer uma critica ruim ao filme.
Produção APROVADA.

Mas e você o que achou do filme? Deixe sua opinião ai nos comentários.
A ia me esquecendo e se você gosta do meu trabalho me siga aqui no blog e também nas minhas redes sociais, compartilhe este post com seus amigos. 

Bônus: Fiz uma descoberta incrível, não era Hatuna Matata e sim Hakuna Matata :)

Continue de Olho no Assunto, beijokas.
Read More

Post Top Ad