terça-feira, 2 de maio de 2017

Produção brasileira para Netflix - Série 3%, Spoiler e critica

Como já mencionei num post passado resolvi assistir a série 3%, produção brasileira exclusivamente para a Netflix.
A série que por sinal já terminei de assistir contou com oito episódios e trata-se de um mundo pós apocalíptico onde as pessoas vivem no continente em uma situação lastimável enquanto uma pequena parcela da população vive no Maralto, uma espécie de mundo bem sucedido.
Aos vinte anos todos tem o privilégio de participar do processo onde apenas 3% é aprovado e pode atravessar pro lado de lá, pro Maralto em busca de uma vida digna.

 



Existem pontos na série que me chamaram a atenção, e claro quem sou eu para criticar de forma negativa esta conquista brasileira, mas como telespectadora preciso dar minha opinião mesmo que ela não seja só elogios.
Na minha opinião a abertura da série já deixa a desejar, a música de abertura passa a ser incomoda à partir do 3° episódio.
As filmagens são tipicamente brasileiras é notável a diferença entre as demais séries lançadas pela Netflix.
Olhando para o contexto geral da série também é impossível confundir o conteúdo com qualquer outro apresentado por qualquer série que seja.
Nos 8 episódios a trama gira em torno do processo que fará dos 3% os mais favorecidos da população, Ezequiel é o responsável pela aplicação das provas, o local tem uma tecnologia impecável isso acaba prendendo a atenção do telespectador.
Em contrapartida vemos Michele uma infiltrada da causa disposta a matar Ezequiel a quem ela acredita ter assassinado seu irmão, vemos o conselheiro Matheus pronto a puxar o tapete do seu rival, Ezequiel.
A série ainda conta com Joana uma assassina disfarçada de boa moça que acaba indo para o processo para se esconder, também Fernando um cadeirante forçado pelo pai a participar do tal processo.



  • A primeira prova consiste em montar nove cubos, aquele que não for capaz será eliminado 
  • A segunda prova é a da moeda onde o grupo deve eliminar um participante este não terá direito a moeda 
  • A terceira prova é a do corredor onde é liberado um gás de efeito moral e os participante são confrontados por seus medos e culpas, o grande detalhe é chegar ao fim do corredor 
  • Na quarta prova os participante se vêem presos em um alojamento e precisam descobrir como sair 
  • No 5° episódio conhecemos a história de Julia a esposa de Ezequiel que acaba se suicidando por conta de um segredo do passado
  • No 6° episódio é feita mais uma prova onde as famílias são convocadas para induzir a desistência dos candidatos
  • Michele tenta matar Ezequiel envenenado e descobre que seu irmão está vivo, a causa é descoberta
  • No 8° episódio Joana pode se tornar o braço direito de Ezequiel desde que aperte o botão
Esta série é repleta de mentiras e golpes baixos, todos pensando em seu próprio bem estar e sucesso, sinceramente reflete bem o cenário do Brasil.
Em resumo acredito que esta série realmente mostrou as raízes brasileiras, infelizmente encontrei mais pontos negativos que positivos, como havia dito a questão do uso da tecnologia foi surpreendente mas o enredo em si não é muito diferente do que estamos habituados a ver nas novelas, reality shows e por onde quer que olhemos.
Minha sugestão é que prestigie os esforços do nosso país e tire suas conclusões. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário