quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Demônio - filme

Você tem problemas de claustrofobia só de pensar em entrar em um elevador ?
Se sua resposta for sim não assista este filme.



Mas que diabos tem uma coisa haver com a outra ? É também pensei o mesmo, e na verdade este filme me fez lembrar muito de jogos mortais, então não dei muita importância ao elevador e sim a mensagem que o filme estava tentando passar.





Este filme foi lançado em 2010 nos EUA e conta a seguinte história preste bem atenção.
Alguém se joga pela janela cometendo suicídio e cai em cima de um caminhão que sabe-se lá o motivo se desloca para um local próximo dali.
Bowden um detetive um tanto estranho é designado para cuidar do caso, ele passou maus bocados após a morte trágica de sua mulher e filho numa rodovia por algum maluco que havia batido o carro contra eles e se foi sem prestar socorro deixando apenas um bilhete pedindo desculpas, essa procura pelo causador da sua dor já fazia 5 anos.
Mas o que isso tem haver com o elevador raios?
Pois bem mesmo com o deslocamento do caminhão o detetive Bowden conseguiu encontrar a janela pela qual o suicida havia se jogado ficava no 35° andar de um prédio enorme.
Poucos minutos depois nosso detetive recebe outro chamado porque cinco pessoas haviam ficado presas num elevador só que do mesmo prédio.






As providências naturais haviam sido tomadas é claro mas nada fazia com que esse elevador voltasse a funcionar.
Até que Ramires um dos seguranças responsáveis pelo monitoramento vê a imagem de um demônio e acredita que naquele elevador aconteceria um acerto de contas.
O detetive muito incrédulo passou a investigar sobre cada um dos cinco integrantes presos ali, mas algo passa acontecer a cada piscada de iluminação aparecia um dos cinco mortos, então aquilo passou a ser considerado homicídio, mas quem era o homicida?



No elevador uma senhora chata mas indefesa, um segurança temporário, um vendedor de colchões, uma dama da alta sociedade e um cara que era difícil de decifrar.
E tempo a tempo cada um deles foi morrendo o que deixou tudo muito tenso afinal quem era o assassino?
Assim como Ramires havia dito aquela era uma reuniãozinha de acerto de contas, um deles era o próprio demônio e as pessoas que estavam ali tinham pendências com ele.



Como disse a vocês não levei muito em conta a questão do elevador mas sim que estamos próximo do fim e que confessar seu erro e ser perdoado pode salvar sua vida.



Nenhum comentário:

Postar um comentário