quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Cinematizando - O Auto da Compadecida

Aproveitando que o humor está no ar vamos falar um pouco sobre um dos poucos filmes brasileiros que eu curto O Alto da Compadecida.
Esse é um dos filmes que assisto mil vezes e não consigo enjoar então vamos lá.




O filme Auto da Compadecida é uma comédia dramática baseada na peça Auto da Compadecida de 1955, as filmagens aconteceram na Paraíba em 1999.
A história gira em torno de um lugar humilde em Taperoá na Paraíba, e traz como personagem principal o mentiroso João Grilo (Matheus Nachtergaele) e Chicó (Selton Mello) seu fiel companheiro.



Eles são pobres, muito pobres e sobrevivem dos seus golpes inocentes, mas numa dessas eles acabam se metendo com um cangaceiro Severino de Aracajú  (Marcos Nanini) que acaba perseguindo os dois e tornando sua vida muito difícil.
A trama ainda segue cheia de humor com Dora a mulher do padeiro Eurico, pobre Eurico rsrsrs, Major Antônio Morais pai de Rosinha, um padre e um bispo muito trambiqueiros e Vicentão o cara do risca faca.









Muito bom relembrar esse filme, ainda mais porque demostra muito sobre a vida e as dificuldades que alguns nordestinos passam ainda hoje, a seca, a fome e a dor da saudade.







Nenhum comentário:

Postar um comentário